Periscópio

  • Periscópio

∙ Provocações esparsas
O nome desta seção se presta a homenagear o grande provocador brasileiro Antonio Abujamra. Nas aberturas de Provocações, o apresentador dizia sempre: “Este programa pode não ser uma janela aberta para o mundo, mas é um periscópio sobre o oceano do social.” Aqui, no entanto, a gama de assuntos a ser apresentada será menos abrangente do que o rico universo daquele programa de televisão, centrando-se em temas que não se inserem nas demais seções de O Novelo. Ainda assim, este espaço não deixará de ser um periscópio sobre o oceano do social. Ai de mim!
Imagem: Antonio Abujamra em cena do monólogo O contrabaixo. Autor desconhecido.







Publicações da seção





  • Mente fechada é um discurso que não me convém!




    Mente fechada é um discurso que não me convém!


    Abra teus olhos, entenda que o mundo não pode te alienar desse jeito, reflita sobre sua realidade e indague-se: Ela é justa? Provavelmente, não! Há uma mão tampando sua visão e uma voz suave que lhe pergunta: Quem é? Isso não te parece assustador, mas acredite, meu caro, é! Estão brincando contigo, mas não são seus amigos, talvez nem eu seja, porém, te falo a verdade, te mostro a verdade e isso é o melhor que eu posso fazer pa [...]


    por
  • “Caso todas as variáveis se comportem dentro do previsto, é certo que…”




    “Caso todas as variáveis se comportem dentro do previsto, é certo que…”


    "...Ceteris paribus"-- expressão favorita utilizada por muitos economistas que acreditam piamente na ideia que a Economia é uma ciência infalível, do tipo lógico/cartesiana — e não humana, empírica, incompleta e falha. A esses ocorre frequentemente de divulgarem suas "previsões" por motivos escusos, tipo desonestidade intelectual e reprodução do adestramento coletivo; também por limitações que tenham a ver com falhas de carát [...]


    por
  • Nada de novo sob o sol




    Nada de novo sob o sol


    Como negar a importância de instituir, entre 365 dias ou 366 de ano bissexto, um só dia dedicado à “consciência negra” no país que está entre os que mais tardiamente aboliram a escravidão e até hoje suporta os efeitos deste sistema perverso? Entre outras graças do nosso calendário, há até o Dia Nacional do Macarrão! E muitos se incomodam com o Dia da Consciência Negra... Por quê? Parece que nem todos confessam o re [...]


    por
  • Consciência negra ou Consciência humana?




    Consciência negra ou Consciência humana?


    Saudações Quilombolas! Por que dia da consciência negra e não dia da consciência humana? A resposta é simples e direta. Durante anos, séculos as pessoas não negras foram as únicas a serem consideradas humanas. Um pouco de calma e explicarei melhor o período da escravidão e o tráfico negreiro também conhecido como tráfico de almas. Assim tratando os negros como seres não humanizados, sem sentimentos e chegando ao estopim de sere [...]


    por
  • Consciência Negra




    Consciência Negra


      Ser negro é sê-lo em qualquer lugar do mundo, até mesmo em África. Essa afirmação pode num primeiro momento parecer um tanto simples, não àqueles que têm consciência negra. Não me refiro aqui sobre o saber-se negro, mas sim sobre o ser identificado como negro. No que diz respeito à identidade assumida pelos diferentes sujeitos, é interessante pensar que algumas percepções a exemplo das que envolvem a origem nacional, condiçõ [...]


    por
  • A consciência é negra




    A consciência é negra


    Algum tempo atrás, rolava aí pela internet uma campanha que dizia "Não é sobre vocês" e propunha a discussão acerca do debate étnico-racial no Brasil; nesta campanha, a ideia era dizer que os conceitos, políticas públicas, campanhas, entre outras coisas, não diziam respeito à população branca, logo, não precisaríamos do consentimento destes ou aval para realizar tais ações. Pois bem, quero debater a "Consciência Negra", atent [...]


    por
  • Sobre lobos de fábula e predadores reais




    Sobre lobos de fábula e predadores reais


    Lobos de fábulas e delinquentes apreciam palavras jubilosas e lisonjeiras; gostariam ser tidos na conta de personagens de moral ilibada e caráter idôneo, ser vistos como modelo exemplar de inatacável retidão. Os rapapés e bajulações de seus áulicos lustram o ego e encantam os ouvidos. São vaidosos, ciosos de suas supostas e legítimas prerrogativas edificantes. É essa imagem idealizada que buscam refletida no seu espelho, sempre con [...]


    por
  • A Esquerda Abutre




    A Esquerda Abutre


    Num tempo não muito remoto, as pautas da esquerda eram bem definidas e, de certa forma, menos efêmeras que as pautas atuais. Eis que, com o surgimento de novas frentes de esquerda e as ramificações de tais frentes, muito do sentido do que é ser de esquerda no Brasil tem se perdido. Hoje, o que vemos tanto em parte das mídias consideradas de esquerda quanto nas redes sociais por meio de páginas também assim rotuladas são abutres que de [...]


    por
  • A usurpadora do conhecimento




    A usurpadora do conhecimento


    A curiosidade que perscruta no meio do aparente nada é a imaginação que delira possibilidades em série. A criatividade e a arte inventam o inédito que surpreende ao quebrar regras e renovar a graça da vida. Tudo isso e mais suas variantes, são tanto quanto submergidos na escola. Não é uma referência apenas à primeira escola e sim a toda a Escola, inclusive a Universidade. Parece haver um propósito que subjaz isso tudo. Ocorrem hon [...]


    por
  • Exclusão programada




    Exclusão programada


    O ensino público sofre sob um inconfessado acordo silencioso e tácito entre a Escola e a comunidade formada por pais e alunos. Esse conluio, onde a primeira faz de conta que ensina e os outros fazem de conta que o 'produto' oferecido é suficiente, compõe um pacto de mediocridade consentido. O que mantém o êxito desse acordo é a conveniência cúmplice do imediatismo que ajusta os interesses políticos dos governos de plantão (e sua per [...]


    por