10/out/2016 por

Paralelos particulares

4-matthieuBourel-Duplicity-21x26-300dpi-863x700

Ah, esse tic tac teimoso
que torna todo o nosso tempo
atribulado de tarefas.

Propondo-nos passo após passo
ponderar o ponteiro pequeno pulsante
dos paralelos particulares.

Focados num futuro fútil e fraco
fazendo um fuzuê fodido e sem fulgor
nas férias frígidas e infelizes.

Vinhos vêm pra violar
a visão da vastidão vencida
de vidas vãs, velhas e vulgares.

Arrumamos artimanhas para alegrar
o arteiro amanhecer azedo
amenizando a avareza das almas.

Profanamos o pensamento
permitindo putarias peculiares
para o prazer próprio.

Monopolizando memórias moribundas
de um mundo miserável em metamorfose.

Imagem: Matthieu Bourel (Duplicity)

Acompanhe as publicações e curta a página d’O Novelo no Facebook aqui