Palavra

  • Palavra

∙ Poesias, contos, crônicas, ensaios e biografias
Este é o espaço reservado à estética da linguagem, onde serão apresentadas obras de variados gêneros da arte literária e notas biográficas sobre autores nacionais ou estrangeiros consagrados ou esquecidos. Sobretudo, a seção convida novos (es)cultores das letras a submeterem à equipe editorial trabalhos autorais próprios. A palavra encanta e também desafia o escritor a travar luta com ela. Drummond, exímio lutador, certa feita aceitou e venceu o desafio escrevendo: “Palavra, palavra / (digo exasperado) / se me desafias, / aceito o combate” (trecho do poema “O lutador”, constante do livro José, de 1942).
Imagem: Carlos Drummond de Andrade por ele mesmo.







Publicações da seção





  • Debate no ônibus




    Debate no ônibus


    Era fim de tarde na Zona Oeste de São Paulo. Entro no ônibus em direção à faculdade em que trabalho. Era uma terça-feira comum, mais um dia na vida de muitos trabalhadores e cidadãos brasileiros. Mal passo pela catraca e pego uma conversa pela metade. Liderando-a em voz alta, eloquente e com forte sotaque nordestino está o cobrador: - Vocês aqui de São Paulo ficam elegendo o PSDB. Já faz trinta anos que eles estão no governo. Aéc [...]


    por
  • A criança que está em mim saúda a criança que está em você




    A criança que está em mim saúda a criança que está em você


      Sabe aquele sentimento que te faz seguir adiante? A sensação de que tudo é possível, na qual a palavra não dificilmente é entendida. Sabe aquela força que nos tira da cama? Certa vez ouvi de um filósofo que a vida que vale a pena ser vivida é a vida realizada, plena e espremida gota a gota. A vida esgotada em si mesma. Vida que não segue cronograma. Vida que tem sua própria lógica, e que muitas vezes lógica alguma segue, vid [...]


    por
  • A história de uma velha senhora




    A história de uma velha senhora


    Nas proximidades de uma zona perigosa, sob o chão queimado pelo calor do sol, uma velha senhora coberta de andrajos caminhava como se estivesse cumprindo um castigo. A cabeça da velha era redonda como uma bola de neve, as costas eram representadas por um calombo semelhante a uma rocha, e logo abaixo do tórax apareciam as pernas longas e finas. Seu rosto era de uma beleza estranha; talvez para a maioria, ela fosse uma mulher horrorosa; mas ao [...]


    por
  • Abá




    Abá


    Acreditar, sempre que possível não desistir diante das dificuldades. Assim seguiremos otimistas, pois sonhos não se realizam sem fracassos. Estamos vivendo na era pós-golpe, instabilidade financeira, e nós que somos o povo Brasileiro estamos desacreditando e perdendo a capacidade de sonhar. Sentimentos de decepções podem matar ou afundar no ócio profundo, paralisando e impedindo de progredir. Aprender a olhar para o futuro, sem ter m [...]


    por
  • O Eu justiceiro




    O Eu justiceiro


    Apresento-lhe eu o supra-sumo da ignorância, mas oque posso fazer se estou sempre certo. Sou o núcleo do grupo a voz da razão, a minha balança desproporcional está sempre com um peso. Luz, câmera, ação e você entre minhas mãos através das lentes você vê minha justiça. Não existe inocência, não existe necessidade, não existe meios, não existe Estado. Amordaçado pelo crime solto sem ar, Somos os cidad [...]


    por
  • A certeza tão incerta do Ser




    A certeza tão incerta do Ser


    O que é o ser humano? Me diz? O que é essa espécie pensante, rastejante, desordenada, inteligente, amável, sociável, tão cruel... O que é o ser humano? Me diz? O que é essa criatura, egoísta, solidária, alegre, depressiva, corrosiva, corrompível, decadente, evolutiva... O que é o ser humano? Me diz? O que é isso dito humanidade, preconceito, desigualdade, união, catástrofes, ódio, amor... O que é o ser humano? Me diz [...]


    por
  • Gato Negro




    Gato Negro


    Ontem, mais precisamente, ontem à tarde, eu vi na frente de uma casa de portão vermelho meio desbotado, um gato negro, um felino na sombra da árvore, descansando como um vagabundo bêbado, satisfeito após ter sido servido por sua dona, uma velha de dentes amarelados, que costumava alimentar seu gato gordo com sardinhas frescas, dessas que se encontram enlatadas em qualquer supermercado daqui da cidade; esse felino com a pança apontada para [...]


    por
  • As chaves do seu coração




    As chaves do seu coração


    Estou perfeitamente bem Vivendo o meu presente Sentado no sofá da sala Olhando a garota lá fora Derrubando sua chave de casa No bolso de um bonitão E eu tenho certeza Que ela abriu o seu coração Para aquele rei desconhecido Todos os dias o mesmo drama Trancam e destrancam Seus sentimentos Para pessoas que acabaram de chegar E o que eu sei? Sei que o seu reino irá desmoronar ... Acompanhe [...]


    por
  • Eu sou




    Eu sou


    Sim, eu sou mulher. Eu tenho o meu direito Você tem o dever de respeitar Sim, eu sou mulher. Me visto para mim sem me importar se algum homem vai me desejar. Sim, eu sou mulher. Mas não sou recatada muito menos do lar. A roupa que eu visto, é a que eu escolhi. Porque eu mando no meu corpo e também mando em mim. Não vou tirar o shorts nem vou me incomodar. Eu já me aceitei, não importa o que você achar. A minha beleza, [...]


    por
  • 20 de novembro




    20 de novembro


    O sol brilhando, esquentando o esgoto Os meus ali, eu olhando pela brecha Ontem fui numa entrevista de emprego Sou preto, mais uma porta que se fecha Meu pai salvou seu povo com uma só flecha Eu estou dois anos vivendo de bico Colocando gesso e encaixando tijolos Montando móveis na mansão do rico Lembro do meu primo, o Tico Cansou de apenas sonhar em usar um adiddas Foi pra vida loca e até que viveu bem Mas hoje, na prisão, ch [...]


    por