28/maio/2018 por

A África em mim saúda a África em você

6144409854_7b844a326b_b

Recomeço

Já que não posso ir à África

Trago ela para dentro de mim

Pelo meu Orí

Pelo meu falar

Ato de gesticular e cantar

Coloco um turbante

Faço tranças no cabelo

Tudo muito elegante

Lá no Terreiro falo iorubá

Escuto histórias de Deusas

Oxum, Oyá e Obá.

Força, energia e vitalidade.

Somente por ela

Mãe África é ela

Quem ensina a recomeçar!

O dia 25 de maio é considerado dia da África desde 1963, foi criando nesta data a Organização de Unidade Africana (OUA), na Etiópia, objetivando proteger e emancipar o continente africano. Foi em 1972, que a organização das Nações Unidas (ONU) estipulou o dia 25 de maio como Dia da África, ou Dia da Libertação da África.

A OUA, não demonstrando competência para solucionar os conflitos cotidianos dos territórios, pois os índices econômicos não eram favoráveis, os golpes de estados e guerras civis se espalhavam por várias partes do Continente.

Portanto, no dia 12 de julho de 2002, o Presidente da OUA, o Sul-africano Thabo Mbeki declarou o fim da organização de Unidade Africana, e assim surgiu a União Africana (UA), vislumbrando sobrepujar os problemas apresentados pelo continente.

Pensando em solucionar os desafios, o dia 25 de maio foi o princípio, o impulso, o querer de uma África livre, com seus governos, e aspirações de um futuro igualitário.

O mundo celebra o dia da África, porém o feriado só acontece nos países como o Gana, o Mali, a Namíbia, a Zâmbia e o Zimbábue.

No Brasil, o dia é dedicado para reflexão, reconhecimento da história e da cultura africana. Lembrando a luta pela independência do continente africano, contra o Apartheid, logo o anseio pela organização, união e liberdade plena do povo africano.

África em mim saúda a África em você revelando toda beleza, diversidade e riqueza cultural herdada e cultivada na nossa memória.

Acompanhe as publicações e curta a página d’O Novelo no Facebook aqui